PUB
                             
Lifestyle - 30.10.2018

À medida que o tempo passa, a tecnologia evolui de forma vertiginosa e encontramos sempre novas formas de utilizá-la para facilitar processos e tarefas quotidianas. E a mobilidade é um dos maiores desafios para a tecnologia do futuro. Antes, o core business da indústria automóvel era produzir o motor, a carroceria... hoje, é tudo mais centrado no software e na inteligência artificial. Houve um rápido avanço da tecnologia envolvida no desenvolvimento de uma mobilidade autónoma e elétrica. A seguir, apresentamos o que já está a revolucionar o futuro da mobilidade.

 

EQ, a aposta da Mercedes no mundo da mobilidade elétrica

Apresentada pela primeira vez em 2016, a submarca EQ (Electric Intelligence) da Mercedes-Benz engloba grandes soluções de mobilidade para as necessidades da sociedade do amanhã. As suas linhas mantêm-se fiéis à nova linguagem visual da marca alemã, mas com algumas subtilezas no estilo: a grelha dianteira luminosa, as rodas e a tampa da bagageira. Na mecânica, o EQ inova com dois motores elétricos de grande potência e baterias com 500 quilómetros de autonomia. O interior apresenta um painel digital com ecrãs táteis.

O resultado é uma experiência completamente nova para todos os passageiros. Este novo SUV outorga, firmemente, o objetivo de criar uma experiência de luxo holística. Criou-se o inesperado, realizou uma fantasia e, agora, a Mercedes entrega o inesquecível.

 

Bicicleta elétrica análoga AM1 substitui peso pela energia

A bicicleta com motor analógico AM1 pode parecer uma bicicleta normal, mas na realidade o seu desempenho é bastante superior aos comuns velocípedes. A sua estrutura em alumínio ultraleve e o seu design minimalista são aprimorados com uma bateria destacável de 24 volts que oferece aos ciclistas um impulso extra, quer estejam a ir para o trabalho ou simplesmente a passear pela cidade.

Com um simples interruptor, um sensor do pedal da bicicleta elétrica envia energia automaticamente para o motor. As bicicletas elétricas tornam o ciclismo mais seguro, fácil e realmente divertido, pois o motor permite que se fique parado no tráfego sem ter que se fazer um esforço para manter a segurança. A bicicleta elétrica de motor analógico AM1 é leve e inclui a bateria e um ecrã LCD.

 

Drift W1 da Segway eleva o rollerblading a outro nível

A Segway leva os patins old school ao próximo nível e aposta numa nova forma de mobilidade pessoal com o Drift W1, o primeiro produto da nova categoria de e-skates. Usando a tecnologia de autoequilíbrio estável pela qual a empresa é conhecida, os Drift W1 parecem-se com um pequeno hoverboard dividido em dois e tem como objetivo tomar o lugar dos produtos de mobilidade divertidos mais antigos, incluindo os patins em linha e os skates. Unindo a atitude da Segway e a sua engenharia de alta qualidade, os e-skates pretos e brancos estão projetados para serem fáceis de transportar e muito intuitivos de usar. Atingem os 12 km/h e a sua bateria tem autonomia para 45 minutos.

 

Bel & Bel Studio lança Z-Scooter, um veículo elétrico inspirado na Vespa

Com base em Barcelona, o Bel & Bel Studio projetou um híbrido de scooter/Segway que permite aos seus utilizadores o entusiasmo de guiar um veículo clássico com zero emissões. Inspirado na estética da popular Vespa, este veículo totalmente elétrico parece o ícone italiano na parte da frente, mas atrás, é uma espécie de Segway.

A Z-Scooter é a tentativa da Bel & Bel de popularizar os EVs (Electric Vehicles) entre um público que até agora não os considerava um meio de transporte viável. Projetado para a mobilidade recreativa, pode atingir velocidades de 35 km/h com uma única carga, o que, devido ao seu recurso de carregamento rápido, leva de 3 a 4 horas até ficar completa. Os seus utilizadores podem vincular os seus dispositivos Apple ou Android através de um aplicativo bluetooth. Como é padrão em todos os Segways, a Z Scooter tem uma plataforma de autoequilíbrio - inclina-se para a frente e para trás para acelerar ou desacelerar, e está disponível numa infinita paleta de cores.

 

CanguRo parece um Transformer: passa de robô de assistência para veículo autónomo

CanguRo é um novo veículo de mobilidade pessoal robótico de três rodas desenvolvido por Shunji Yamanaka no Future Robot Technology Research Center do Chiba Institute of Technology no Japão. O robô foi concebido para realizar duas tarefas: ser um assistente pessoal e um veículo de mobilidade autónomo. Tomando o nome do marsupial australiano - o CanguRo não salta, mas pode “correr” atrás do seu dono, seguindo-o a uma velocidade máxima de 10km/h ou então proporcionar-lhe um passeio motorizado.

Trata-se de um veículo produzido a partir das mais recentes tecnologias de robótica e inteligência artificial. Ao usar o CanguRo como veículo, o utilizador pode guiar o robô ou simplesmente orientá-lo. O robô tem um sistema sonoro embutido que pode produzir pulsações semelhantes a pulsações moduladas pela velocidade de deslocamento. Desta forma, o piloto pode ter uma noção da velocidade. Com funções inteligentes, o robô pode parar quando deteta perigo.

Artigos relacionados...

As toalhas de praia mais exclusivas para o verão

As grandes casas de moda apostam em acessórios de lazer

Portugal eleito Melhor Destino Turístico Europeu de 2019

“Óscar do turismo” atribuído ao país pelo terceiro ano consecutivo

Belize

O mais recente destino de luxo

Novo Aston Martin DBS 59 Superleggera

Uma edição especial para celebrar vitória nas 24 horas de Le Mans

Hennessy associa-se à Louis Vuitton e cria decantador em baú de luxo

Peças excecionais para compartilhar experiências notáveis

Os Mais Vistos

Lifestyle

As grandes casas de moda apostam em acessórios de lazer

Lifestyle

Peças excecionais para compartilhar experiências notáveis

F Luxury no Instagram