PUB
                             
Entrevistas - 21.05.2019

José Eisenberg partiu do zero. Correu o mundo, perseguindo, com determinação e talento, todos os sonhos que lhe cabiam. O resultado foi a construção de um império incontornável no universo da beleza. A F Luxury conversou com o fundador e líder da Eisenberg, numa entrevista de carreira exclusiva, que acompanha os tempos.

 

Passou a sua infância na Roménia, de onde é natural, o que, certamente, nem sempre terá sido fácil devido ao contexto político e social da época. Como surgiram a moda e a beleza na sua vida e, sobretudo, a possibilidade de fazer uma carreira nestas áreas?
Sempre vivi, desde criança, num ambiente em que a beleza e o conhecimento eram matérias muito admiradas e respeitadas. A Roménia sempre foi um país francófono, o que explica a minha paixão e ligação à cultura francesa. A primeira aproximação à beleza aconteceu através da arte, numa altura em que decidi viver em Itália. Sentia-me muito inspirado e decidi, nesse momento, que queria trabalhar no mundo da moda e criar a minha própria marca de beleza. Acredito verdadeiramente que, com confiança e arriscando criar com genuína paixão, tudo no mundo é possível.

 

Essa mudança para Itália, ainda muito jovem, permitiu-lhe trabalhar no setor da moda. Foi um passo decisivo no seu percurso?
A minha paixão pela beleza intemporal sempre fez parte do meu ADN. Além disso, residi na cidade mais artística da Europa, em Florença, crescendo, com naturalidade, o desejo de criar a minha própria coleção de moda.

 

Em 1974, parte para os Estados Unidos da América para trabalhar em tecnologia, nomeadamente, no campo da Inteligência Artificial. Como surgiu esse apelo, para fazer algo tão diferente?
Depois da arte e da beleza, a minha segunda paixão sempre foi a tecnologia. Sou fascinado pela tecnologia, o impacto que tem nas nossas sociedades modernas e na forma como vivemos. Mudei-me para os Estados Unidos para perseguir esta segunda paixão, aceitando novos desafios e novos projetos. Fundei a JE Contrex, em Boston, e comecei, de imediato, a trabalhar no campo emergente da Inteligência Artificial.

 

Dedicou-se aos cuidados para pele em 1985 e a descoberta da Fórmula Trio Molecular veio revolucionar o mundo da beleza. Quando é que se apercebeu que tinha em mãos algo tão especial?
Esse foi o projeto da minha vida, nascido dos meus sonhos mais loucos. Acreditei desde o início que poderia criar algo único no setor da beleza e quando obtive os produtos perfeitos, capazes de refletir e respeitar os valores por que me guio – excelência, inovação, luxo e intemporalidade – decidi ser a altura de lançar a minha marca. Foram precisos 15 anos de pesquisas científicas e testes clínicos para darmos vida à fórmula Trio Molecular, uma combinação extraordinária, que oferece uma formidável solução de prevenção e correção anti-idade, patenteada em todo o mundo e exclusiva da Eisenberg.

 

A Eisenberg rapidamente se posicionou como uma marca de luxo, recolhendo a preferência de celebridades e anónimos. Essa aceitação surpreendeu-o?
Não digo que tenha sido uma completa surpresa, mas, de facto, estamos muito agradados pela nossa marca ter conseguido convencer as pessoas. Os nossos produtos são excecionais e experimentá-los é, simultaneamente, adotá-los para sempre. Nunca fizemos promessas, mas antes uma aposta contínua na inovação, o que explica o porquê dos nossos produtos serem tão bem-sucedidos; e isso é atestado pela confiança depositada pelos nossos consumidores.

 

Apostou no lançamento de perfumes que já descreveu publicamente como peças de arte. Os perfumes são a sua forma de se expressar individual e artisticamente?
Sim, definitivamente. Criar perfumes é a via que encontro para expressar os meus sentimentos, as minhas ideias e a minha personalidade. Criar um perfume é um processo emocional e artístico e requer verdadeira introspeção. Em cada fragrância, tenho a oportunidade de refletir a minha vida.


O seu filho Edmond Eisenberg é atualmente o responsável pela estratégia da marca. A sua sucessão está assegurada?
O Edmond sempre se mostrou, desde criança, interessado e curioso acerca do universo Einseberg. Ouvia-me a falar sobre o processo criativo dos produtos, das texturas, das fórmulas, crescendo completamente rodeado pela marca. É muito natural confiar nele para que se encarregue do futuro da Eisenberg. Para mais, o Edmond tem um background artístico, é também um músico muito talentoso, o que irá, certamente, beneficiar a marca no futuro. Estou muito orgulhoso que ele seja o responsável pela estratégia e desenvolvimento da marca.

 

O facto da sua empresa ter tido sempre um caráter familiar, facilita ou dificulta na hora de tomar decisões?
Não dificulta nada. Trata-se de uma oportunidade real para trabalhar com o meu filho e, juntos, assistimos ao resultado do nosso trabalho e ao crescimento diário da nossa marca. Como já referi, o Edmond sempre se mostrou genuinamente interessado pelo setor da beleza e numa estratégia para desenvolver a Eisenberg pelo mundo. Pertence a uma nova geração e tem excelentes competências analíticas. Portanto, é uma verdadeira mais-valia para a marca.

 

A concorrência é hoje enorme e a Einseberg já atingiu o topo dos produtos de beleza e de luxo. O que espera ainda alcançar no futuro?
A inovação e a criatividade são o coração da Eisenberg. Vamos continuar a desenvolver a marca à escala global, a criar aromas e conceitos de perfumes espetaculares, bem como produtos topo de gama, inovadores e de alta tecnologia. Ao mesmo tempo, pretendemos perpetuar os valores de beleza, perfeição, arte e excelência próprios da Eisenberg. Acreditamos firmemente que estes valores são essenciais para o nosso futuro e para que possamos continuar a chegar às pessoas. Temos ainda imensos projetos em mente e muitos objetivos para alcançar.

Artigos relacionados...

Hugo Silva

Chef regressa ao The Mix do Farol Hotel, em Cascais

Henrique Leis

Um chef livre para criar… e brilhar

Catarina Teixeira Pinto

Criadora da Haggua: a marca portuguesa de sapatos de luxo

Raquel Prates

La Femme Chanel

Gil Fernandes

O mais jovem chef português a liderar uma cozinha Michelin

Os Mais Vistos

Gourmet

Chefs conceituados preparam refeição a quatro mãos

Beleza

Nova fragrância de aromas florais e orientais

F Luxury no Instagram